Motivações, Uncategorized » 30/10/2015

Motivações do mês de novembro de 2015

santana sumareLogo no início mês de novembro somos convidados a duas celebrações importantes: O dia de Todos os Santos e o dia de Finados. Para nós católicos qual é o sentido de rezarmos por todos os santos e, nos cemitérios, celebrarmos o dia de Finados? Ao lembrarmos as pessoas que passaram por nossa vida, devemos levar em conta que o batismo nos eterniza como filhos de Deus.

A Igreja propõe a celebração do dia dos mortos para que, além de elevarmos nossas orações pelos entes queridos, também possamos pensar mais seriamente sobre essa realidade e valorizar mais a vida, que é a oportunidade real de nos prepararmos para a morte, a única certeza absoluta que temos sobre o nosso futuro e pela qual todos deverão passar.

Não há como pensar sobre a vida sem pensar sobre a morte. São duas realidades essencialmente ligadas entre si e dependentes uma da outra. Se, vivo, morrerei, se morro é porque vivi! Nós, cristãos, devemos entender a morte como “páscoa”, passagem. Sim. É apenas uma passagem para nossa ressurreição, como aconteceu com Jesus.

O dia de Todos os Santos é um dogma (verdade de fé) que está contido em nossa profissão de fé. Ao rezarmos o Credo estamos professando nossa crença nesse admirável dogma. A Igreja nos convoca, nessa festa, a entrarmos em comunhão com todos os santos, que foram pessoas como nós, que viveram, decidida e profundamente, sua fé.

No penúltimo domingo de novembro, dia 22, último Domingo do Tempo Comum, a Igreja celebra a festa de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo. Esta celebração fecha o Ano Litúrgico onde meditamos, sobretudo, no mistério de sua vida, sua pregação e o anúncio do Reino de Deus. Junto com a solenidade de Cristo Rei, celebra-se o dia do Leigo e da Leiga.

Ao terminar o ano litúrgico se inicia um novo ano com o Advento. O Advento é tempo de espera e esperança, tempo de estarmos atentos e vigilantes, preparando-nos alegremente para a vinda do Senhor.

Ainda este mês nos preparamos para o Jubileu Extraordinário convocado pelo Papa Francisco; que terá o seu centro na Misericórdia de Deus.

Será um Ano Santo da Misericórdia. O início será assinalado oficialmente a 8 de Dezembro, dia da Imaculada Conceição, com a abertura da Porta Santa da Basílica de São Pedro. Neste dia celebra-se também o 50º aniversário da conclusão do Concílio Vaticano II. O encerramento do Ano Santo será no dia 20 de novembro de 2016. Este é o primeiro jubileu desde o que foi convocado por João Paulo II, em 2000, para assinalar o início do terceiro milénio.

Rezemos a Oração do ano Ano Santo da Misericórdia:  A oração foi divulgada no site oficial do Jubileu da Misericórdia, cujo lema está tomado do Evangelho de São Lucas: “Misericordiosos como o Pai”, e convida todos os fiéis do mundo à peregrinação, à Confissão e à Comunhão para conseguir a indulgência.

santana sumare 2Senhor Jesus Cristo,

Vós que nos ensinastes a ser misericordiosos como o Pai celeste, e nos dissestes que quem Vos vê, vê a Ele. Mostrai-nos o Vosso rosto e seremos salvos.

O Vosso olhar amoroso libertou Zaqueu e Mateus da escravidão do dinheiro; a adúltera e Madalena de colocar a felicidade apenas numa criatura; fez Pedro chorar depois da traição, e assegurou o Paraíso ao ladrão arrependido.

Fazei que cada um de nós considere como dirigida a si mesmo as palavras que dissestes à mulher samaritana: Se tu conhecesses o dom de Deus! Vós sois o rosto visível do Pai invisível, do Deus que manifesta sua omnipotência sobretudo com o perdão e a misericórdia: fazei que a Igreja seja no mundo o rosto visível de Vós, seu Senhor, ressuscitado e na glória.

Vós quisestes que os Vossos ministros fossem também eles revestidos de fraqueza para sentirem justa compaixão por aqueles que estão na ignorância e no erro: fazei que todos os que se aproximarem de cada um deles se sintam sperados, amados e perdoados por Deus.

Enviai o Vosso Espírito e consagrai-nos a todos com a sua unção para que o Jubileu da Misericórdia seja um ano de graça do Senhor e a Vossa Igreja possa, com renovado entusiasmo, levar aos pobres a alegre mensagem proclamar aos cativos e oprimidos a libertação e aos cegos restaurar a vista. Nós Vo-lo pedimos por intercessão de Maria, Mãe de Misericórdia, a Vós que viveis e reinais com o Pai e o Espírito Santo, pelos séculos dos séculos.

Amém

Liturgia diária
Avisos paroquiais

Lembrando a todos que no próximo final de semana já iniciamos a Festa Social da Padroeira. As Missas no período da noite passa a ser às 18h00 nos finais de semana da festa. E as comunidades com celebrações aos sábados não haverá no mês de Julho. Já temos a venda o Almoço de Sant’Ana para

Conheça
Enquete
Quais trechos da Bíblia você consulta mais?
Ver o resultado
Previsão do tempo