Notícias » 18/06/2014

A importância do Sínodo sobre a família

pag03_domlorenzo_arquivo-divulgac3a7c3a3oO Cardeal Lorenzo Baldisseri, Secretário-geral do Sínodo dos Bispos afirmou que a família vive atualmente “problemas e desafios novos” e a Igreja tem de dar “respostas adequadas”. Em entrevista à Agência ECCLESIA, O Cardeal Baldisseri afirmou que há 30 anos “tudo foi dito” na Exortação Apostólica “Familiaris Consortio”, escrita pelo Papa João Paulo II após a realização de uma Assembleia Sinodal que teve por tema «As funções da família cristã no mundo de hoje», mas atualmente vivem-se “situações diferentes”. “Acredito que naquela época foi tudo dito. Mas as situações são diferentes, é preciso aprofundar mais todos os temas, do ponto de vista sociológico, antropológico, filosófico e também teológico. A doutrina é sempre a mesma, mas tem aspetos que se renovam”, destacou o cardeal secretário-geral do Sínodo dos Bispos.

“Vamos mobilizar todas as inteligências para poder ter respostas. Hoje há problemas e desafios novos e temos de dar resposta adequada”, afirmou o cardeal italiano à margem do encontro de assessores e porta-vozes das conferências episcopais da Europa, que terminou no sábado em Alfragide, arredores de Lisboa. “Depois de 30 em que a Igreja deu um documento importante, era necessário retomar o tema e atualizar”, sublinhou. Dom Lorenzo Baldisseri sustenta que o momento atual é de “reflexão” sobre a “situação da família no Ocidente, em particular, e também noutros países”, após a realização de um questionário com 8 temas sobre a família, que possibilitou uma auscultação a partir “de baixo”, o que “antes não acontecia”.

“Estamos num momento de debate. Há posições diferentes, que parecem distantes, mas não são porque se acentua um ou outro aspeto. O importante é colocar os problemas com muita tranquilidade e serenidade, falar e comparar para tirar conclusões. Vamos reunir o melhor das várias posições”, sublinhou o secretário-geral do Sínodo. Dom Lorenzo Baldisseri afirmou que o tema do acesso ao sacramento da reconciliação e da comunhão dos divorciados recasados “é apenas um ponto”, recordando que o questionário tem 8 itens e que “todos são importantes” e que todos vão ter “uma resposta”. “Nós temos um magistério, uma doutrina, mas que não pode ser só teoria, tem de entrar na experiência das pessoas. Vamos considerar as experiências das pessoas, os sofrimentos, as problemáticas novas e dar uma resposta pastoral”, afirmou.

O secretário-geral do Sínodo referiu que, para além dos bispos e peritos que participam na Assembleia Sinodal, a reunião que decorre em outubro terá a participação de 20 auditores, com a possibilidade de intervir, sendo mais deles metade famílias. “A presença de leigos e pessoas que vivem em família é uma presença numerosa”, adiantou o Cardeal Baldisseri. A III Assembleia Extraordinária do Sínodo dos Bispos sobre a Família decorre em outubro de 2014 e analisa o tema “Os desafios pastorais sobre a Família no contexto da evangelização”. Em 2015 vai realizar-se uma Assembleia Geral Ordinária “em ordem a procurar linhas de ação para a pastoral da pessoa humana e da família”, refere o documento de preparação do Sínodo.

Por Rádio Vaticano

Liturgia diária
Avisos paroquiais

1. Lembrando neste Domingo 10 de Dezembro temos a Assembléia Paroquial com os agentes, coordenadores das 7h30 às 12h30 no Centro Pastoral N. Sra. Aparecida. Importante a participação de todos os agentes, coordenadores, catequistas. 2. No dia 11 de Dezembro às 15h, inicia a Novena de Natal no Centro Pastoral Nossa Senhora Aparecida. Estão todos convidados! Participem! 3. Na

Conheça
Enquete
Quais trechos da Bíblia você consulta mais?
Ver o resultado
Previsão do tempo