Comunidade Sagrado Coração de Jesus

Por volta do ano de 1.980, fase em que a cidade de Sumaré recebia forte migração de pessoas de outras regiões, devido a grande oferta de empregos no setor metalúrgico, chegava no bairro Parque Emília em Sumaré a família do Sr. Wilson Schiavo e a convite do Sr. José Antonio de Oliveira, já morador deste referido bairro, iniciaram o costume de se reunirem em famílias para rezarem o terço, círculos bíblicos e novenas de natal, com livrinhos que adquiriam com recursos próprios. As missas que freqüentavam eram ora na Capela da Comunidade São Benedito, ora na Igreja Matriz de Santana. E assim com persistência, caminhavam juntos o Sr. Wilson e o Sr. José Antonio de Oliveira, sempre visitando novas famílias e do jeito deles Evangelizando, pois era comum na época a leitura e a reflexão utilizando a revista Família Cristã, utilizam também o Calendário em pagelas do Sagrado Coração de Jesus. Como não havia ainda nenhuma Comunidade Eclesial de Base, utilizando o Coração Divino como padroeiro, de comum acordo e aceitação o escolheram para tal. Estava assim formada, ainda não oficialmente a Comunidade do Sagrado Coração de Jesus. Isso se deu no ano de 1988.

As atividades e encontros continuavam acontecendo e alguns membros foram se destacando, como lideres, tais como: Horacio de Souza Neto, José Antonio da Rosa, Ana Maria Buzatto Carrara, José Cruz, Tereza Helena de Souza Campos, Francisco Carlos Possato, entre outros.

Devemos destacar que o Pároco no momento era o padre Mansur R. Mansur, e estava acontecendo uma peregrinação da Imaculada Conceição em Sumaré, e o nosso líder Horacio acompanhava a carreata visitando as comunidades. Horacio sugeriu ao Pároco que visitassem também nossa comunidade. Porem o Padre Mansur, surpreso justificou não ter conhecimento, e era verdade, mas carinhosamente prometeu dar um retorno a respeito.

Durante a missa da despedida da Imagem Peregrina, o Padre saudou e agradeceu todas as comunidades presentes, e anunciou a mais nova Comunidade da Paróquia Santana a do “ Sagrado Coração de Jesus, ” do bairro Parque Emilia, era assim Fundada oficialmente.
Por mais alguns anos, passamos a ser contemplados, com missas e celebrações da Palavra nos lares da comunidade, dos Bairros: Parque Emilia, Vila Juliana e Jardim Paulista. Por ocasião de uma destas missas, em casa da Sra. Tereza Helena de S. Campos.

Em 1992, recebemos a visita do nosso Arcebispo: Dom Gilberto Pereira Lopes, que presidiu a Santa Missa em casa do Sr. Jose Antonio da Rosa, no Parque Emilia.

No ano de 1993, dia do padroeiro, realizamos a nossa primeira festa da comunidade, num barracão improvisado na rua Luiz Lorençatto Filho, no Parque Emilia. A festa foi motivo de elogios por toda paróquia, mas sentimos a necessidade de adquirirmos nosso próprio local para a sede de nossa comunidade. Assim formou-se uma comissão, juntamente com o Padre Mansur estavam: Margarida Maria da Rosa, Sra. Tereza, Wilson e Natalina Schiavo, Horacio e Sra. Luzia, dirigiram-se a residência do Sr. Jose Basso, proprietário de uma extensa área nas imediações, e formularam o pedido de um lote.

O Sr. Jose Basso, como bom cristão que era, comovido nos concedeu um lote de terreno de 496m na Rua João Fabri, no Parque Emilia.

No dia 19 de Janeiro de 1993, após a missa em casa do Sr. Jose Antonio da Rosa, foi escolhida a primeira Coordenação Oficial da Comunidade: liderada pelo Sr. Horacio de Souza Neto, como coordenador; o Sr. Benedito Pereira, vice e o Sr. Wilsom Schiavo, como tesoureiro.

Aos poucos, através de festas e campanhas diversas, fomos construindo, barracão, muros, cozinhas e banheiros o mínimo necessário para nos reunirmos e celebrar. Havia ainda o anseio da construção da Igreja. E em Março de 2003 recebemos a promessa de apoio gratuito dos projetos arquitetônicos pelo Rotary Club de Sumaré – Ação, através do Senhor Professor Luis Carlos Gonçalves, companheiro rotariano daquela facção.

Recebemos a presença abençoada do nosso Arcebispo Metropolitano: Dom Bruno Gamberini, em 06 de Maio de 2005, por ocasião daquela Visita Pastoral em Sumaré, e especialmente em nossa Paróquia.

Cabe-nos também relatar com alegria e saudades, em nossa historia de comunidade, a passagem marcante em nossa caminhada, como párocos os Padres: Cláudio Zacaria Menegazzi, e Paulo Crozera, que com muita competência e amor souberam conduzir este rebanho.

Atualmente temos como nosso pároco, o padre Carlos Jose Nascimento, que também com muita competência e alegria esta nos ajudando a crescer em conhecimento litúrgico, na Fé, e na Espiritualidade.

Durante os anos 2007 e 2008 foi priorizada a construção de nossa tão sonhada Igreja, com recursos reforçados através da implantação do Caixa Único em nossa Paróquia.

Em 06 de Fevereiro de 2009 fomos agraciados com a Missa INAUGURAL DA NOSSA NOVA IGREJA DO “SAGRADO CORAÇAO DE JESUS’’, que ansiosamente esperávamos.


Atividades
Santa Missa e Celebrações da Palavra: domingos alternados, às 8h30.
Missa: 1ª sexta-feira do mês, às 20h.
Pré-catequese e Catequese: aos sábados
Crisma
Ensaio do Grupo de Canto “Cantores do Coração”
Leitura Orante: quarta-feiras, às 19h30.
Celebrações nas casas: sextas-feiras, às 20h00.


Endereço:
Comunidade Sagrado Coração de Jesus
R. João Fabri, 230 – Parque Emília
Sumaré – São Paulo, CEP: 13171-174

Mais informações:
Coordenação Atual: Luiz (19 3873 9226) e Neuza (19 3308 8992)



View Paróquia Sant’Ana de Sumaré, SP – Arquiocese de Campinas in a larger map


Devoção ao Sagrado Coração de Jesus

Os Santos Padres muitas vezes falaram do Coração de Cristo como símbolo de seu amor, tomando-o da Escritura: “Beberemos da água que brotaria de seu Coração….quando saiu sangue e água” (Jo 7,37; 19,35).

Na Idade Média começaram a considera-lo como modelo de nosso amor, paciente por nossos pecados, a quem devemos reparar entregando-lhe nosso coração (santas Lutgarda, Matilde, Gertrudes a Grande,Margarita de Cortona, Angela de Foligno, São Boaventura, etc.).

No século XVII estava muito expandida esta devoção. São João Eudes, já em 1670, introduziu a primeira festa pública do Sagrado Coração.

Em 1673, Santa Margarida Maria de Alocoque começou a ter uma série de revelações que a levaram à santidade e ao impulso de formar uma equipe de apóstolos desta devoção. Com seu zelo conseguiram um enorme impacto na Igreja.

Foram divulgados inúmeros livros e imagens. As associações do Sagrado Coração subiram em um século, desde meados do XVIII, de 1000 a 100.000. umas vinte congregações religiosas e vários institutos seculares foram fundados para estender seu culto de mil formas.

O apostolado da Oração, que pretende conseguir nossa santificação pessoal e a salvação do mundo mediante esta devoção, contava já em 1917 com 20 milhões de associados. E em 1960 chegava ao dobro em todo o mundo, passando de um milhão na Espanha; suas 200 revistas tinham 15 milhões de inscrições. A maior instituição de todo o mundo.

A Oposição a este culto sempre foi grande, sobretudo no século XVIII por parte dos jansenistas, e recebeu um forte golpe com a supressão da Companhia de Jesus (1773).
Na Espanha foram proibidos os livros sobre o Sagrado Coração. O imperador da Áustria deu ordem que desaparecessem suas imagens de todas as Igrejas e capelas. Nos seminários era ensinado: “a festa do Sagrado Coração provocou um grave mancha sobre a religião”.

A Europa oficial rejeitou o Coração de Cristo e em seguida foi assolada pelos horrores da Revolução francesa e das guerras napoleônicas. Mas depois da purificação, ressurgiu de novo com mais força que nunca.

Em 1856 Pio IX estendeu sua festa a toda a Igreja. Em 1899 Leão XIII consagrou o mundo ao Sagrado Coração de Jesus (o Equador tinha se consagrado em 1874).

E a Espanha em 1919, em 30 de maio, também se consagrou publicamente ao Sagrado Coração no Monte dos Anjos. Onde foi gravado, sob a estátua de Cristo, aquela promessa que fez ao pai Bernardo de Hoyos, S. J., em 14 de maio de 1733, mostrando-lhe seu Coração, em Valladolid (Santuário da Grande Promessa), e dizendo-lhe: “Reinarei na Espanha com mais Veneração que em muitas outras partes” (Até então a América também era Espanha).


Consagração ao Sagrado Coração

Me entrego e consagro ao Sagrado Coração de Nosso Senhor Jesus Cristo, minha pessoa e vida, ações, dores e sofrimentos para que utilize meu corpo somente para honrar, amar e glorificar ao Sagrado Coração.

Este é meu propósito definitivo, único, ser todo d’Ele, e fazer tudo por amor a Ele, e ao mesmo tempo renunciar com todo meu coração qualquer coisa que não lhe compraz, além de tomar-te, Ó Sagrado Coração, para que sejas ele o único objeto de meu amor, o guardião de minha vida, meu seguro de salvação, o remédio para minhas fraquezas e inconstância, a solução aos erros de minha vida e meu refúgio seguro à hora da morte.

Seja, Ó Coração de Bondade, meu intercessor ante Deus Pai, e livra-me de sua sabia ira. Ó Coração de amor, ponho toda minha confiança em ti, temo minhas fraquezas e falhas, mas tenho esperança em tua Divindade e Bondade.

Tira de mim tudo o que está mal e tudo o que provoque que não faça tua santa vontade, permite a teu amor puro a que se imprima no mais profundo de meu coração, para que eu não me esqueça nem me separe de ti.

Que eu obtenha de tua amada bondade a graça de Ter meu nome escrito em Teu coração, para depositar em ti toda minha felicidade e glória, viver e morrer em tua bondade. Amém

Santa Margarida Maria Alacoque

Liturgia diária
Avisos paroquiais

Na quinta-feira (04 de Maio) às 20h inicia a novena em louvor a Nossa Senhora de Fátima, no bairro Casarão. Acompanhe a programação dos demais horários no mural de avisos. A festa social da Comunidade N. Sra. de Fátima será neste final de semana e no próximo 06 e 07 de Maio a partir das

Conheça
Enquete
Quais trechos da Bíblia você consulta mais?
Ver o resultado
Previsão do tempo