Comunidade Santo Antônio

A comunidade iniciou em 1974 com a vinda de uma jornada missionária dos Padres Redentoristas de Aparecida do norte.

A partir do trabalho realizado pelas, missões, um grupo de pessoas começou a reunir-se nas casas para rezar o terço, Campanha da Fraternidade e novenas de natal. Aos poucos o grupo foi se fortalecendo e em 1979 por votação entre seus membros, foi designado como padroeiro Antônio, realizando, então neste ano sua primeira festa em terreno vago ao lado do DAE (hoje escritório e almoxarifado da Administração do DAE).

A comunidade teve como seu primeiro coordenador o Sr. Santo Denadai. Em Razão do crescimento e fortalecimento do grupo o Padre Pedro Tomazini adquiriu um terreno na esquina da Rua Marcos Liaschi com a Av. José Ferreira Gomes, onde foi construído o primeiro ponto de encontro da Comunidade, para orações, celebrações e catequese, posteriormente o local foi transformaado em capela que só foi demolida para a construção da Igreja.

Em 01 de Maio de 1994, foi lançada a pedra fundamental para a construção da Igreja pelo Arcebispo Dom Gilberto Pereira Lopes, tendo como Padre Mansur Rodrigues Mansur (in memória) e em 11 de Setembro do mesmo ano foi iniciado a extração da terra e nivelamento do terreno, para que então, no dia 24 de outubro de 1994 desse inicio a abertura dos alicerces da Igreja.


Atividades
Santa Missa: sábados, às 17h30.
Celebração da Palavra: domingos, às 8h30.
Catequese e Pré-catequese: sábados, às 9h00 e às 10h00.
Terça-feiras, às 14h00.
Crisma: sábados, às 14h00.
Ensaio do “Coral Santo Antônio”: quintas-feiras, às 19h30.
Ensaio do “Coral Raio de Luz”: terças-feiras, às 19h.
Vicentinos (Coleta do Quilo): todo 3° domingo de cada mês.

Atividades Sociais
Biblioteca Santo Antônio: de segunda à sexta-feira, das 14h30 às 18h e aos sábados, domingos e feriados, das 9h30 às 11h.


Endereço:
Comunidade Santo Antônio
Rua Marcos Liach, 25 – Vl. Menuzzo – Sumaré – SP, Cep: 13171-540


View Paróquia Sant’Ana de Sumaré, SP – Arquiocese de Campinas in a larger map


Santo Antônio
Data de comemoração: 13 de junho

Fernando de Bulhões (verdadeiro nome de Santo Antônio), nasceu em Lisboa em 15 de agosto de 1195, numa família rica. Aos 15 anos entrou para um convento agostiniano, primeiro em Lisboa e depois em Coimbra, onde provavelmente se ordenou.

Em 1220 trocou o nome para Antônio e ingressou na Ordem Franciscana, na esperança de, a exemplo dos mártires, pregar aos sarracenos no Marrocos. Após um ano de catequese nesse país, teve de deixá-lo devido a uma enfermidade e seguiu para a Itália.

Indicado professor de teologia pelo próprio são Francisco de Assis, lecionou nas universidades de Bolonha, Toulouse, Montpellier, Puy-en-Velay e Pádua, adquirindo grande renome como orador sacro no sul da França e na Itália. Ficaram célebres os sermões que proferiu em Forli, Provença, Languedoc e Paris. Em todos esses lugares suas prédicas encontravam forte eco popular, pois lhe eram atribuídos feitos prodigiosos, o que contribuía para o crescimento de sua fama de santidade.

A saúde sempre precária levou-o a recolher-se ao convento de Arcella, perto de Pádua, onde escreveu uma série de sermões para domingos e dias santificados, alguns dos quais seriam reunidos e publicados entre 1895 e 1913. Dentro da Ordem Franciscana, Antônio liderou um grupo que se insurgiu contra os abrandamentos introduzidos na regra pelo superior Elias.

Após uma crise de hidropisia (acúmulo patológico de líquido seroso no tecido celular ou em cavidades do corpo), Antônio morreu a caminho de Pádua, em 13 de junho de 1231. Foi canonizado em 13 de maio de 1232 (apenas 11 meses depois de sua morte) pelo papa Gregório IX.

A profundidade dos textos doutrinários de santo Antônio fez com que em 1946 o papa Pio XII o declarasse doutor da igreja. No entanto, o monge franciscano conhecido como santo Antônio de Pádua ou de Lisboa tem sido, ao longo dos séculos, objeto de grande devoção popular. Sua veneração é muito difundida nos países latinos, principalmente em Portugal e no Brasil. Padroeiro dos pobres e casamenteiro, é invocado também para o encontro de objetos perdidos. Sobre seu túmulo, em Pádua, foi construída a basílica a ele dedicada.

Liturgia diária
Avisos paroquiais

Na terça, dia 20 de junho às 20h, inicia o Tríduo em louvor ao Sagrado Coração de Jesus. Acompanhem a programação no mural de avisos. A comunidade se localiza no Pq Emilia A Pastoral Familiar convida aos casais casados apenas no Civil ou que vivem juntos sem o Sacramento a participarem da preparação para Casamento

Conheça
Enquete
Quais trechos da Bíblia você consulta mais?
Ver o resultado
Previsão do tempo