Comunidade São Benedito

A comunidade São Benedito teve inicio em meados dos anos 80, com o coordenador Rafael Cármino Guerra, o tesoureiro Colemar Pancote, e outros voluntários que tinham vontade de ter uma comunidade na região.

Tudo começou com quermesses na praça em frente a comunidade com barracas cedidas pela prefeitura, essa festa se manteve por dois anos consecutivos, para realizar a festa era utilizado o material de cozinha da Comunidade Santo Antonio.

A comunidade era pra ser na rua Abraão Jorge Maluf, mas o terreno era pequeno e não daria para construir um barracão para quermesses, foi quando D.Santa, uma da
integrantes da comunidade, viu o proprietário do terreno em frente a praça que eram realizadas as quermesses e perguntou se ele fazia a troca de terreno com eles. O proprietário aceitou a troca, então fizeram uma reunião com o padre Ângelo que mandou um oficio para o bispo que aceitou a troca.

Em 1984, um grande grupo de pessoas começaram as obras da comunidade, com doações do comércio local.

Assim que a comunidade ficou pronta foi realizada a primeira feijoada, com talheres pratos e panelas de um restaurante local, de uma creche e da Comunidade Santo Antonio. Com essa feijoada conseguiram comprar 100 cadeiras de madeira e material de cozinha para fazer as próximas feijoadas que duraram anos.

Daí por diante a comunidade foi crescendo e até hoje continua firme na caminhada com Deus.


Atividades
Santa Missa: sábados, às 17h30.
Pré-catequese e Catequese: sábados, às 9h00.
Perseverança: sábados, às 16h00.
Crisma: sábados, às 16h00.
Leitura Orante: quintas-feiras, às 19h30.


Endereço:
Comunidade São Benedito
R. Manoel Ferreira Gomes, 170 – Jardim São Carlos
Sumaré – São Paulo, 13171-115


View Paróquia Sant’Ana de Sumaré, SP – Arquiocese de Campinas in a larger map


São Benedito – protetor dos negros
Data de comemoração: 4 de abril

São Benedito nasceu na Sicília, Itália, em 1526. Seus pais eram descendentes de escravos vindos da Etiópia, e mais tarde libertos por seus senhores, tomando o sobrenome dos mesmos.

Sua família era pobre e o Mouro, como era chamado, foi pastor de ovelhas e lavrador. Aos 18 anos decidiu consagrar-se ao Senhor, mas somente aos 21 anos foi chamado por um monge para viver entre os Irmãos Eremitas de São Francisco de Assis. Professou os votos de pobreza, obediência e castidade. Andava descalço, dormia no chão sem cobertas e fazia muitos outros sacrifícios. Muitas pessoas o procuravam pedindo conselhos, orações e alcançavam muitas curas.

Depois de 17 anos, foi obrigado a se mudar para o Convento dos Capuchinhos, onde foi escalado como cozinheiro, permanecendo nesse humilde serviço até que foi eleito pelos seus irmãos de comunidade como superior do Mosteiro. Era leigo, analfabeto, mas foi eleito por sua santidade, prudência e sabedoria. Considerado iluminado pelo Espírito Santo, profetizou muitas vezes com incrível acerto.

Tendo concluído seu período como superior, retornou com humildade e naturalidade para a cozinha do convento, reassumindo com alegria as funções modestas que antes desempenhara.

Sempre que podia, São Benedito apanhava alguns alimentos do convento, metia-os nas dobras do burel e, disfarçadamente, os levava aos necessitados. Conta-se que numa dessas ocasiões, o santo foi surpreendido pelo superior do convento, que perguntou: “Que levas aí, na dobra do teu manto, irmão Benedito ?”. E o santo respondeu: “Rosas, meu senhor !”. São Benedito desdobrou o burel franciscano e, em lugar dos alimentos suspeitados, apresentou aos olhos pasmos do superior uma braçada de rosas.

Amado de Norte a Sul do Brasil, onde o chamam “O Santinho Preto”, São Benedito morreu em 4 de Abril de 1589 em Palermo, na Itália. O culto de São Benedito, um dos mais populares do país, é associado aos padecimentos do negro brasileiro.


Oração à São Benedito
São Benedito, filho de escravos, que encontrastes a verdadeira liberdade servindo a Deus e aos irmãos, independente de raça e de cor, livrai-me de toda a escravidão, venha ela dos homens ou dos vícios, e ajudai-me a desalojar de meu coração toda a segregação e a reconhecer todos os homens por meus irmãos. São Benedito, amigo de Deus e dos homens, concedei-me a graça que vos peço do coração. Por Jesus Cristo Nosso Senhor.

Liturgia diária
Avisos paroquiais

 Na terça 21 de fevereiro temos a Missa de 25 anos de Ordenação do Pe. Elisiário às 20h na Matriz. A Missa de Louvor e Adoração ao Santíssimo da Renovação Carismática será na quarta – feira 22 de Fevereiro às 20h na Matriz. A Renovação Carismática terá a programação de 25 a 28 de Fevereiro

Conheça
Enquete
Quais trechos da Bíblia você consulta mais?
Ver o resultado
Previsão do tempo