Notícias » 23/09/2016

Semana Nacional da Vida propõe como tema “Vida e sociedade”

De 1º a 7 de outubro acontece no Brasil a Semana Nacional da Vida, momento de celebração e de recordação de compromissos em favor de sua promoção organizado pela Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e pela Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF).

O bispo de Osasco (SP) e presidente da Comissão Episcopal para a Vida e a Família da CNBB, dom João Bosco Barbosa de Sousa, afirma que a vida, dom de Deus, “é muitas vezes desvalorizado, desrespeitado, não é suficientemente bem cuidado como devia ser, como um presente de Deus”.

É neste sentido que a Semana Nacional da Vida, que acontece de 1º a 7 de outubro, sendo concluída no dia 8 com o Dia do Nascituro, é ocasião de celebração e de reassumir compromissos. “Nós celebramos a Semana da Vida primeiro como uma grande ação de graças a Deus pela vida que nós recebemos, pela nossa vida pessoal, das pessoas que nós amamos e todas as pessoas do mundo e do mundo em que nós vivemos”, explica dom Bosco.

A segunda motivação para a Semana, segundo dom João Bosco, é “lembrar certos compromissos que nós temos com a vida para que ela seja cada vez mais desenvolvida, mais viva e também compartilhada por todas as pessoas”. Para ele, é importante que se reflita o que limita e mata a vida.

Dia do Nascituro

Celebrado no dia 8 de outubro, o Dia do Nascituro é uma mobilização em todo o país, com intensa programação nas dioceses, paróquias e comunidades, com objetivo de propor à sociedade o debate sobre os cuidados, proteção e a dignidade da vida humana, em todas as suas fases, desde a concepção até seu fim natural.

O nascituro, ser humano concebido, mas ainda não nascido, “merece todo nosso carinho de ser acolhido no nosso mundo com todas as condições de se desenvolver e se tornar uma pessoa humana”, explica dom Bosco, que recorda que a vida, antes de nascer é muitas vezes agredida, não só pelo aborto, “que é um crime, um atentado contra o Deus da vida”, mas ao mesmo tempo também pela ausência dos cuidados que a mãe deve ter e receber durante a gestação. “E assim a gente celebre o dia do nascituro com uma esperança que não haja ninguém que venha ao mundo sem ser devidamente preparado, querido e amado. É o que a gente espera do dia do nascituro”, afirma o bispo.

A Semana Nacional da Vida foi instituída em 2005 pela 43ª Assembleia Geral da CNBB. O Dia do Nascituro celebra o direito à proteção da vida e saúde, à alimentação, ao respeito e a um nascimento sadio. A edição 2016 traz como tema de reflexão “Vida e Sociedade”, propondo cinco encontros, com diferentes abordagens.

Hora da vida

O material preparado pela Comissão e pela Pastoral Familiar para aprofundar a temática proposta para este ano é o livro “Hora da Vida”, com oferta em seu conteúdo de pistas para reflexão, orações e informações relacionadas à vida e à sociedade. Dom João Bosco Barbosa explica que o material será importante para que os grupos de famílias, da Pastoral Familiar e aqueles que refletem a palavra de Deus possam também participar “dessa grande formação a respeito da vida que a Semana nos quer transmitir”.

Os encontros oferecidos no subsídio abordam os temas “A vida humana: dom para a família e a sociedade”; “A ideologia de gênero e a negação da criação como dom de Deus”; “A via política – caminho para promover e defender a vida”; “Os cristãos e o compromisso com a vida” e “Juntos pela vida”. “Esses temas são tratados de forma muito clara e didática, simples de entender, mas, ao mesmo tempo, profundos em seu conteúdo. Por isso, recomendo às nossas comunidades, à Pastoral Familiar que tenham em mão esse livro”, motiva dom Bosco. Também há no livreto uma proposta de Vigília Eucarística em favor da vida e uma Oração do Jovem.

O subsídio está disponível para venda com os casais coordenadores paroquiais, diocesanos e regionais da Pastoral Familiar e pelo site www.lojacnpf.org.br. Para mais informações, ligue para (61) 3443 2900 ou por e-mail vendas@cnpf.org.br

Por CNBB

Liturgia diária
Avisos paroquiais

Na próxima quarta-feira, 25 de Outubro, será a Missa de Louvor e Adoração ao Santíssimo, às 20h na Matriz. Acompanhem a programação de Finados no quadro de avisos. A missa das 8h30 no Cemitério da Saudade será presidida pelo Arcebispo Dom Airton dos Santos.

Conheça
Enquete
Quais trechos da Bíblia você consulta mais?
Ver o resultado
Previsão do tempo